Desafio Africa do Sul - preparativos

Boas!

Pois é, agora vai.

Nosso Desafia Cusco Baldoso Africa do Sul 2018 está oficialmente confirmado.

O item mais importante, tripulação, está completo para a ida: José Spinelli Neto (capitão), Juca Andrade e Alan Trimboli, todos instrutores da Cusco Baldoso. 

Dizer que o Soneca está pronto é redundância. Ele sempre está pronto para partir. Porém o Tio está caprichando ainda mais, se é que isso é possível.

O leme de vento foi todo revisado e ele corrigiu alguns "erros de projeto". 



A bateria do Epirb foi trocada.



A balsa salva vidas já está em Santos comigo para a revisão. Até lá estamos usando a do Fratelli, cedida gentilmente pelo amigo Marcelo Damini.


As ferragens para a gennaker já estão instaladas (gurupés e tope).





Os remédios já estão sendo providenciados. Apoio da Pharmacia Essencial, do amigo Eduardo Colombo.

As velas - mestra, genoa e gennaker - já foram encomendadas ao Arnaldo Andrade, da Cognac.

O César Pastor, capoteiro de primeiríssima, nos presenteou com capas para vigias e gaiutas e bolsas para cabos. Eu comprei o Malagô do Cesar e continuei amigo dele depois disso, rs. Isso mostra quão bacana ele é.

Comprei um telefone por satélite Spot. Mas a área de cobertura não nos atende nessa viagem. Iremos levar um Inmarsat, cedido pelo Phillipe , do veleiro Kilimanjaro.

Tenho feito exercícios físicos regulares e comecei o check-up completo (médicos e dentista). Minhas asma está controlada. O medo, sempre, é a apendicite... mas isso não tem muito jeito.

A lista ainda é grande. Falta comida, o que para o Tio acaba sendo sempre o item mais complicado. Eu estou aprendendo a fazer pão e a cozinhar. Estar morando sozinho tem me ajudado nisso. Tem dias que a comida sai intragável. Outros, até repito. O pão, porém, tem sempre saído bom, com a ajuda da Alice. 

Hoje é dia de pizza... vamos ver como fica.




Sairemos de Ubatuba para Cape Town entre os dias 01 e 07 de janeiro. Eu e o Alan faremos apenas a ida. Nossa volta para o Brasil deverá ser no carnaval, dia 12 ou 13 de fevereiro. Serão mais de três mil milhas náuticas sem escalas - com sorte veremos Tristão da Cunha passar por nós, ao norte. A travessia deve levar entre vinte e cinco e quarenta dias.

Em tese teríamos mais uma vaga para a ida, porém, decidimos priorizar preencher vagas para a volta - o Tio ainda está em solitário nessa... Por que você não vem com ele?!



E vamos no pano mesmo!

Comentários

  1. Que Legal !
    Recentemente passei a me interessar e ler sobre Veleiros e estou gostando muito. Depoimentos assim nos estimulam ainda mais a seguir aprendendo sobre o tema. Pretendo aprender a velejar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leonardo!
      Eu sempre digo que ma das coisas mais legal da vela é que todo mundo pode fazer esse tipo de coisa. Mas não se engane: em geral, o paraíso fica logo ali... obrigado por sua visita e vamos no pano mesmo!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

De Ubatuba a Santos

De Vitória a Recife

De Santos à Vitória